Você suportaria suas ações ?


Já perceberam como hoje em dia todo mundo quer ganhar? Não há mais quem queira assumir a responsabilidade por seus atos, quando estes lhes geram algum prejuízo. Claro que isso é uma afirmação generalista. Há sempre exceções, mas em textos generalistas nossas abordagens são sempre generalistas (desculpem a obviedade).

Feito o esclarecimento, percebo como as situações estão se invertendo em nosso cotidiano. Quando estou no trânsito, por exemplo, vejo imprudências sendo barbaramente cometidas pelo simples fato de as pessoas não quererem assumir sua parte na situação. Fulano erra aquela conversão que deveria ter sido feita à direita, seja por falta de atenção ou por qualquer outro motivo, e o que acontece? Esse mesmo cidadão, após ter percebido o erro, “fecha” os outros motoristas, comete uma, duas, três infrações para não sair da situação como perdedor. Um simples reconhecimento de seu erro e da inevitável consequência dele seria um bom começo para que pudéssemos entender que nem sempre é possível ganhar.

As pessoas, geralmente influenciadas pelo cotidiano agitado, não conseguem refletir, elaborar e respeitar parâmetros simples de convívio social. Os “ganhadores” estão sempre empurrando as pessoas nos transportes coletivos; deixando de devolver o troco que lhe foi entregue a mais equivocadamente; estacionando o carro naquele local proibido simplesmente para que seu querido filho desembarque para ir à escola; tentando burlar as diversas filas nos estabelecimentos (e como brasileiro gosta de filas, rs); deixando aquela conta para depois só para saciar o desejo da roupa nova; fingindo que estão dormindo para não dar lugar à senhora no metrô, enfim, são tantas as situações erradas que presenciamos que fica difícil até de lembrar.

Não estou aqui dizendo que eu sou o certo: nada disso! Cometo erros também! Este texto que estou escrevendo é primeiro para mim, depois para vocês, porém posso afirmar que ao longo de minha pequena jornada no convívio social eu aprendi muitas coisas. Sei que avancei em alguns aspectos e quero que você reflita sobre isso. Quanto você tem avançado? Durante seu convívio em sociedade, o que você aprendeu? Em quais aspectos avançou e o que precisa melhorar? Você suportaria suas ações? Você toleraria sua postura como cidadão?

Tem algumas questões que sempre são polêmicas, é verdade, mas você pode usar o bom senso em muitas delas. Seja razoável em suas ações. Procure ser sábio e valorize o bem  estar do outro, em detrimento do seu, se necessário. Seja gentil! Isso pode ser difícil em alguns momentos, eu sei, mas você vai se sair bem da situação. Acredite em sua superioridade sem que precisem dizer isso a você. Mude sua forma de pensar, de agir, de fazer, de falar. Mude para trazer mais paz ao mundo, mude para trazer mais amor. Mude nem que for para mudar o seu mundo apenas, mas mude para melhor! Mude e seja mais agradável com o seu próximo, seja ele o seu vizinho, sua mãe, seu amigo, seu cachorro ou, até mesmo, com sua sogra, rs. Conte até dez, se necessário, mas mude. Acredite, você pode mudar, afinal, como diz Heráclito: “nada é permanente, exceto a mudança”.

Por Marcos Carvalho – Um cara simples. Procura entender a vida, as coisas e as pessoas. “Procuro, procuro, procuro e poucas vezes acho. Quando acho, exponho no pensepodcast.posterous.com minha forma de ver o mundo. Desejo que você pense… pense… pense… “

Comentários?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s